O trabalho em frigorífico oferece diversos riscos ocupacionais e, para evitá-los ou minimizá-los, a Norma Regulamentadora 36 torna obrigatório o uso de EPIs nesses ambientes.

O trabalho em frigorífico oferece diversos riscos ocupacionais, uma vez que este é um ambiente industrial em que se realiza o abate, processamento e armazenamento de itens de origem animal.

Essas atividades fazem com que este seja um ambiente laboral considerado insalubre, pois os profissionais estão expostos a infecções por agentes biológicos, acidentes com ferramentas perfurocortantes e ao clima frio e úmido das câmaras frigoríficas.

Por conta desses riscos, foi criada a Norma Regulamentadora de número 36 (NR 36), que trata justamente da segurança e saúde no trabalho em empresas de abate e processamento de carnes e derivados. Entre as determinações da NR 36, é definido como obrigatório o uso de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) durante o trabalho em câmaras frias e outros ambientes com condições extremas.

Principais riscos de trabalho em frigorífico

Uma vez que o trabalho em frigorífico envolve a estocagem e manipulação de carnes, um tipo de alimento que exige controle rígido de temperatura para se manter conservado, a câmara fria deste estabelecimento pode facilmente ficar abaixo de zero grau. Por conta da temperatura extremamente baixa, profissionais que atuam nesses locais estão sujeitos a desenvolver doenças provocadas por frio ocupacional, tais como: ulcerações da pele, hipóxia e dormência do corpo.

Além disso, os funcionários do frigorífico estão sujeitos a acidentes causados pelas ferramentas perfurocortantes utilizadas no processamento das carnes e a infecções associadas à presença de agentes biológicos. Por isso, é fundamental que os trabalhadores estejam sempre devidamente paramentados com os EPIs necessários para protege-los desses riscos.

Principais EPIs indicados para trabalho em frigorífico

Os EPIs para quem trabalha em frigorífico devem proporcionar proteção contra temperaturas baixas, umidade, ruídos, contaminação biológica e lesões provocadas por objetos cortantes e perfurantes. Os principais são:

  • Botas para câmara fria com bico de aço:
  • Luvas de proteção;
  • Protetor auricular;
  • Uniforme para câmara fria;
  • Óculos de segurança.

Vale destacar que é responsabilidade da empresa contratante oferecer os Equipamentos de Proteção Individual necessários para garantir a proteção dos funcionários que atuam em câmara fria, bem como fornecer orientação e treinamento adequado para que todos saibam como utilizar corretamente os dispositivos. Cabe ao trabalhador, por sua vez, respeitar as normas técnicas de segurança e saúde, usar o EPI de maneira adequada e zelar pela conservação das vestimentas, calçados e acessórios.

Fonte: Tuiuti

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *