Os riscos ocupacionais dentro do laboratório são divididos em cinco grupos, geralmente identificados por meio de uma mapa de risco.

Um laboratório oferece diversos riscos ocupacionais que podem ser extremamente prejudiciais para o bem-estar e para a saúde dos profissionais. Embora a maioria das pessoas pense que este ambiente é afetado apenas pelo risco de contaminações, existem diversos outros fatores que envolvem a área da saúde.

Os riscos encontrados dentro de um laboratório são divididos em cinco grupos principais, que são: acidentais, ergonômicos, físicos, químicos e biológicos. Para identifica-los, geralmente é feito um Mapa de Risco por um especialista responsável por identificar os tipos de risco existentes e os separando de acordo com sua natureza, identificando-os por cor — o que facilita a prevenção de acidentes e ajuda a preservar a vida dos profissionais.

5 principais riscos ocupacionais no laboratório

Risco de acidentes

Este risco coloca em perigo a integridade e o bem-estar físico e moral do profissional que trabalha dentro do local. Os maiores riscos estão associados a máquinas e equipamentos que podem causar incêndios e explosões.

Acidentes mais comuns: queimaduras, cortes e perfurações;

Cor de identificação do risco: azul.

Riscos ergonômicos

Acontecem devido aos esforços repetitivos que prejudicam a postura do profissional, causando lesões graves e que podem afetar a realização de suas atividades laboratoriais. São considerados riscos ergonômicos todas as ações que podem interferir nas características psicofisiológicas do profissional.

Os melhores exemplos desses riscos são: levantamento de peso, execução de movimentos repetitivos, trabalho em turnos muito longos e postura incorreta do trabalhador durante a execução de suas funções.

Cor de identificação do risco: amarelo.

Riscos físicos

O risco físico pode ser gerado por máquinas e condições físicas inadequadas, tais como: pressões anormais, temperaturas extremas de frio ou calor, ruídos e vibrações, umidade, radiações ionizantes e não ionizantes.

Cor de identificação do risco: verde.

Riscos químicos

Estão relacionados com a exposição do profissional a agentes ou substâncias químicas na forma líquida, gasosa ou em forma de partículas encontradas no (poeira, mineral e vegetal), podendo penetradas vias respiratórias, pele ou ser ingeridas.

Cor de identificação do risco: vermelho.

Riscos biológicos

Está relacionado ao manuseio ou contato com materiais biológicos e/ou animais infectados com agente biológicos nocivos como: bactérias, fungos, vírus e protozoários. Este tipo de risco é responsável por uma série de doenças que podem prejudicar a saúde do profissional.

Cor de identificação do risco: marrom.

Como evitar os riscos dentro do laboratório?

Para evitar os riscos existentes dentro desse ambiente, é essencial seguir todas as normas técnicas e legais e utilizar os Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) mais adequados para a proteção contra esses agentes.

São indicados para esse tipo de atividade os seguintes EPIs:

  • Avental de segurança;
  • Luvas descartáveis de nitrílica, borracha ou látex;
  • Máscara de proteção respiratória;
  • Óculos de proteção;
  • Protetor facial;
  • Touca de segurança.

Fonte: tuiuti

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *