O arranjo físico deve ser implementado dentro das empresas, como uma forma de promover a segurança no ambiente de trabalho, evitando possíveis acidentes e doenças ocupacionais.

O arranjo físico pode ser definido como o planejamento da organização estrutural das instalações da empresa, ou seja: o estudo do melhor posicionamento dos recursos — sejam eles equipamentos, pessoas, departamentos ou mobiliário. Trata-se de um processo que visa a construção de um ambiente de trabalho mais produtivo, confortável e seguro, de modo a garantir um melhor desempenho dos colaboradores.

Um arranjo físico inadequado pode influenciar negativamente na performance e produtividade das equipes de trabalho e, para evitar que isso aconteça, é muito importante que seja feito um planejamento de layout que abranja desde a localização da empresa até o tamanho das mesas e o posicionamento dos colaboradores e maquinário.

O arranjo físico também é extremamente importante para promover a segurança no ambiente de trabalho, pois garante o oferecimento de condições laborais mais seguras, evitando possíveis acidentes e doenças profissionais.

O planejamento do arranjo físico é descrito dentro da Norma Regulamentadora de número 12 (NR 12), que determina as medidas de proteção mínimas para preservar a saúde e a integridade física dos trabalhadores que lidam com máquinas e equipamentos. A norma determina que a empresa tem a obrigação de adotar medidas que mantenham sua organização estrutural, tais como: demarcação de máquinas e equipamentos para melhor circulação, manutenção das áreas de circulação desobstruídas, armazenamento correto de materiais, sinalização adequada e limpeza dos ambientes.

Vantagens do arranjo físico para segurança do trabalho

  • Maior conforto para os colaboradores;
  • Ambientes mais iluminados, ventilados e confortáveis;
  • Melhor acessibilidade;
  • Maior e melhor aproveitamento de espaço;
  • Flexibilidade de longo prazo nas alterações das medidas adotadas;
  • Áreas bem sinalizadas;
  • Melhor fluxo de informações e materiais;
  • Fluxo de comunicação organizacional mais claro e prático para os colaboradores.

Fonte: epi-tuiuti

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *