O monitoramento atmosférico é realizado para que o trabalhador consiga permanecer dentro do espaço confinado sem que sua saúde e bem-estar sejam prejudicados.

A Permissão de Entrada e Trabalho (PET) é um documento utilizado para trabalhos realizados em espaços confinados, com o intuito de assegurar que o ambiente de trabalho apresenta as condições adequadas de segurança e saúde para o profissional. Outros setores também utilizam a PET, tais como áreas quentes, trabalho em altura, presença de produtos químicos, escavações e ambientes com gases ou explosivos.

A utilização desse documento está especificada dentro da Norma Regulamentadora nº 33 (NR 33), que estabelece requisitos mínimos de segurança e saúde nos trabalhos em espaços confinados. A PET deve ser composta por medidas de prevenção voltadas para a entrada e desenvolvimento do trabalho seguro, assim como planos emergenciais e resgate nesses locais.

De acordo com a NR 33 a emissão da Permissão de Entrada de Trabalho deve ser feita pelo supervisor ou pela empresa contratante antes de iniciar a execução das atividades. Ela deve conter algumas alterações conforme as peculiaridades do trabalho a ser executado e do espaço em questão. As atividades só poderão ser realizadas com a apresentação da documentação, que deverá ser entregue em três vias assinadas e datadas.

Além disso, o supervisor ou o responsável pelo preenchimento da PET, deverão inspecionar os equipamentos e realizar os testes necessários para garantir a segurança do trabalhador.

A PET precisa ser encerrada após a finalização das operações, quando ocorrer algum imprevisto, ou em casos de pausas ou interrupções dos trabalhos. Para manter o controle dessa documentação, existe um sistema de rastreamento que mantém arquivados todos os procedimentos e as Permissões de Entrada e Trabalho por cinco anos.

Fonte: tuiuti

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *