O Programa de Proteção Respiratória (PPR) é um grupo de medidas que tenta controlar a incidência de doenças ocupacionais ligadas à inalação de materiais dispersos no ar e considerados prejudiciais à saúde.

O Programa de Proteção Respiratória (PPR) é um conjunto de medidas que visa controlar a incidência de doenças ocupacionais associadas à inalação de materiais dispersos no ar e considerados prejudiciais à saúde, tais como poeira, fumos, névoas, fumaça, vapores e gases químicos.

O PPR é obrigatório a todas as empresas em que seus usuários necessitam de respiradores, e regulamenta a correta utilização dos equipamentos que visam proteger o sistema respiratório. O programa deve abranger, entre outras coisas, a seleção, utilização e manutenção de respiradores no local de trabalho.

Um respirador é um dispositivo usado sobre o nariz e a boca para não deixar que o portador inale partículas no ar que podem causar riscos à saúde. Existem dois tipos básicos de respiradores: o modelo purificador remove os contaminantes do ar — como a máscara que é usada por profissionais de limpeza para evitar a inalação de poeira, enquanto o respirador de fornecimento fornece ar limpo de outra fonte (como um tanque portátil).

De acordo com as normas do Ministério do Trabalho, quando um funcionário trabalha em um ambiente com ar contaminado, o fornecimento do dispositivo respirador é dever do empregador, bem como a elaboração de um Programa de Proteção Respiratória e a realização de um treinamento adequado sobre o uso do respirador. Os funcionários também devem fazer exames médicos para garantir que eles estejam aptos a usar respiradores também.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *